UMA VOLTA NA ESCOLA, UMA VOLTA NA VIDA: VIVÊNCIAS EM PSICOLOGIA

Gilmar Ferreira dos Santos, Ana Crys Benício Lopes, Betânia Tenório Soares da Rocha

Resumo


A Psicologia se consolidou como uma ciência de intervenção ampla, superando os limites da atuação individual. Uma das áreas de atuação do psicólogo é na escola. Com mais de um século de existência, a psicologia interviu dentro do contexto escolar de diversas formas. Umas estão ultrapassadas, outras formas se fazem presentes no contexto social e nas práticas educacionais. A atuação do psicólogo escolar é uma história em construção. Desta forma, este artigo oferece como temática a utilização de instrumentais metodológicos para o psicólogo escolar, a partir da experiência de estágio profissionalizante, quando se relatam as contribuições teórico-metodológicas que nortearam a prática e ofereceram suporte às intervenções. Utilizaram-se como subsídios teóricos, as concepções da Psicologia Sociointeracionista, a visão antropológica da observação participante e as contribuições da Psicologia Escolar. A observação participante enquanto metodologia qualitativa permitiu a modificação nas relações sociais do contexto escolar, favorecendo a inserção e a presença dos estagiários, bem como a promoção das relações interpessoais dentro e entre os partícipes da comunidade institucional. As ações ocorreram em uma instituição de ensino fundamental situada na região do Sertão Central Cearense, abrangendo toda comunidade escolar. A experiência aponta que as ações desenvolvidas contribuíram para promoção de saúde no contexto educacional.

Palavras-chave


Psicologia escolar. Sociointeracionismo. Observação participante. Escuta ativa.

Texto completo:

PDF

Referências


CAPRARA, A. e LANDIM, L.P. Etnografia: uso, potencialidades e limites na pesquisa em saúde. Interface (Botucatu)[online]. 2008, vol.12, n.25 ISSN 1414-3283.

DEC. Projeto Político Pedagógico. Escola de Ensino Fundamental Terra dos Monólitos. Quixadá: DEC, 2012.

ELIAS, G. P. ;VERAS M.O. Psicologia escolar: abrindo espaço para a fala, a escuta e o desenvolvimento interpessoal. Revista da Abordagem Gestáltica – XIV(2): 182-189, jul-dez, 2008.

GALANO, M. H. As emoções no interjogo grupal. In: LANE, S. T. M.; SAWAIA, B. B. (orgs.). Novas Veredas da Psicologia Social. São Paulo: Brasiliense, EDUC, 1995, p. 146-156.

LEONTIEV, A. N. Learning as a problem in psychology. In: O’CONNOR, N. (org) Recent Soviet Psychology. London, Pergamon Press, 1961. p. 227-246.

MARTINS, J. B. A observação participante: uma abordagem metodológica para a psicologia escolar. Semina: Ci. Soc. /Hum. 1(3), 1996, p.266-273.

MONTEIRO, R.F. Jogos Dramáticos. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1979.

QUEIROZ, D.T.; VALL, J.; SOUZA, A, M, A, e; VIEIRA, N.F.C. Observação participante na pesquisa qualitativa: conceitos e aplicações na área da saúde. IN: R Enferm UERJ. Rio de janeiro, 2007, abr/jun; 15(2): 273-83.

SANTOS, C. S. (2004). A atuação do psicólogo escola/educacional e habilidades sociais: uma relação necessária. In M. Correia. (Org.). Psicologia e escola: Uma parceria necessária. 2ed. (pp. 83- 100). Campinas: Alínea, 2009.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 21 ed. São Paulo, Cortez/Autores Associados, 1989.

ULUP, L. e BARBOSA, R. B.. A formação profissional e a ressignificação do papel do Psicólogo no cenário escolar: uma proposta de atuação - de estagiários a psicólogos escolares. Psicol. cienc. prof. [online]. 2012, vol.32, n.1 ISSN 1414-9893.

VIGOTSKI, L. S. (1933) Aprendizagem e desenvolvimento intelectual na idade escolar. In: VIGOTSKI, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. Tradução: Maria da Penha Villalobos. 5 ed. São Paulo, Ícone/ Edusp, 1994. p. 103-117.

_____________. (1931) Historia del desarrollo de las funciones psíquicas superiores. In: Obras escogidas, tomo III. Madrid, Visor/MEC, 1995. p. 11-340. 2003, vol.8, no.2, p.39-45. ISSN 1413-7372.

WEFFORT, M.F.(et. al.). Observação, registro, reflexão. São Paulo: Espaço Pedagógico, 1997.

WOSIEN, B. Dança um Caminho para a Totalidade. São Paulo: Ed. Triom, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.25190/rec.v2i2.1332

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Revista Expressão Católica

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


ISSN: 2357-8483

Revista Associada
Indexadores
Área de Avaliação Qualis | Quadriênio 2013-2016 Classificação
Administração pública e de empresas, ciências contábeis e turismo. B5
Educação. C
Filosofia. C
Ciências Biológicas II C
Direito B5
Ensino B5
Interdisciplinar C
Letras/Linguística C
Psicologia B5
Saúde coletiva C
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.