PREVALÊNCIA DA DOENÇA CÁRIE E PERIODONTAL EM ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA DA REDE PARTICULAR DE QUIXADÁ-CE

Anielly Sampaio Barros, Emanuelle Albuquerque Carvalho Melo, Cosmo Helder Ferreira da Silva

Resumo


É crescente a preocupação de realizar trabalhos sobre obtenção e manutenção da condição da saúde bucal de adolescentes, visto que estes não possuem disciplina ao controle de açúcar na dieta e higiene bucal. O objetivo desse estudo foi avaliar a prevalência de cárie dentária e doença periodontal em adolescentes de uma escola da rede particular do município de Quixadá-Ceará. Trata-se de um estudo do tipo quantitativo, transversal, de caráter descritivo, onde participaram 31 alunos que cursavam o Ensino Médio de uma escola particular, na faixa etária de 14 e 15 anos. Os dados foram coletados a partir de um questionário estruturado e de exames clínicos como odontograma e índice de Sangramento Gengival (ISG) realizados por uma única examinadora previamente calibrada. Os dados foram tabulados no Microsoft Excel 2010 e apresentados em forma de gráficos. O resultado da média do índice de dentes Cariados, Perdidos e Obturados (CPO-D) os adolescentes foi 3,0 (três), sendo classificado como moderado de acordo com a Organização Mundial de Saúde e o ISG mostrou-se relativamente saudável. Neste estudo, 68% dos participantes alegaram que fazem escovação diária de 3 a 4 vezes por dia e 61% consomem alimentos cariogênicos entre as refeições. Concluiu-se que a prevalência de doença cárie ainda é preocupante para este grupo e a prevalência da doença periodontal foi baixa.

Palavras-chave


Adolescentes. Cárie dentária. Doença Periodontal.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde, Projeto SBBrasil 2010: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal – Resultados Principais, 2010.

CARRANZA, F. A. Periodontia clínica de Glickman: Prevenção, diagnóstico e tratamento da doença periodontal na prática da odontologia geral. 5ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1986.

DRESTI, D.V.W.; WAES, H. V. Prevenção coletiva, semicoletiva e individual em crianças e adolescentes. In: WAES, H.J.M.V; STOCKLI, P.W. Odontopediatria. Porto Alegre: Artmed, cap.7, p.133-150, 2002.

FEJERSJOV, O; Changing paradigms in concepts on dental caries: consequences for oral health care. Caries Res. v.38, p.182-191, 2004.

FREYSLEBEN, G.R; PERES, M.A.A; MARCENES, W. Prevalência de cárie dentária e CPO-D médio em escolares de 12 e 13 anos nos anos de 1971 e 1997, região Sul, Brasil. Rev. Saúde Pública . v.34,n.3, p. 304-308, 2000.

GESSER,H.C; PERES, M.A; MARCENES, W. Condições sociais e periodontais associadas a fatores socioeconômicos. Revista Saúde Pública,v.35, n.3, p.289-93, 2001.

GONZÁLEZ, M; CABRERA, R; GROSSI, S.G; FRANCO, F; AGUIRRE, A. Prevalence of dental caries and gingivitis in a population of Mexican schoolchildren. Community Dent Oral Epidemiol, v.21,n.1,p.11-4, 1993.

GRANVILLE-GARCIA, A.F; SOBRINHO, J.E.L; ARAUJO, J.C; FERREIRA, J.M.S; MENEZES, V.A; CAVALCANTI, A.L. Percepção de escolares em relação à saúde bucal. Robrac, v.18, n.45, p.1981-3708, 2009.

GUSHI,L.L; SOARES,M.C; FORNI,T,I; VIEIRA,V; WADA,R.S; SOUZA,M.L.R. Cárie dentária em adolescentes de 15 a 19 anos de idade no Estado de São Paulo. Cad. Saúde Pública, v. 21,n.5, p. 1383-1391, set/out, 2005.

KORNMAN S. K; LOESCH J. W. The subgingival flora during pregnancy. J Periodont Res, v.15,p. 11-22, 1980.

LINDHE J, KARRING T, LANG N.P, editores. Tratado de periodontia clínica e implantologia oral. 4ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2005.

LOE H, SILNESS J. Periodontal disease in pregnancy. I. Prevalence and severity. Acta Odontol Scand. v. 21,p.533–551,1963.

MOREIRA, P.V.L; ROSENBLATT, A; PASSOS, I.A. Prevalência de cárie em adolescentes de escolas públicas e privadas de João Pessoa, Paraíba, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, v.12,v.5,p.1229-1236, 2007.

NEWBRUN, E. Substrato: dieta e cárie. In: NEWBRUN, E. Cariologia. São Paulo: Santos,1988. cap.4, p.86-121.

PERES SHCS, CARVALHO FS, CARVALHO CP, BASTOS JRM, LAURIS JRP. Polarização da cárie dentária em adolescentes na região sudoeste do Estado de São Paulo. Ciência & Saúde Coletiva, v. 13, p. 2155-2162, 2008.

SANTOS, N.C.N; ALVES, T.D.B; FREITAS, V.S; JAMELLI, SR; SARINHO, E.S.C. A saúde bucal de adolescentes: aspectos de higiene, de cárie dentária e doença periodontal nas cidades de Recife, Pernambuco e Feira de Santana, Bahia. Ciência & Saúde Coletiva, v.12,n.5,p. 1155-1166,2007.

SOUZA, C.H.C; DANTAS, N.B; LAURENTINO, J.B; SANTOS, D.L.N; PRADO, R.R; MENDES, R.F. Fatores de risco relacionados á condição de saúde periodontal em universitários. Revista Odonto UNESP, v.42,n.3,p. 152-159, mai/jun,2013.

VIEIRA, S.CM. Cárie dentária em primeiros molares permanentes: um estudo epidemiológico em escolares de 7 a 12 anos de idade na cidade do Recife, Brasil . Camaragibe (PE): Faculdade de Odontologia de Pernambuco; 2002.

XAVIER, A.S.S; CAYETANO, M.H; JARDIM JR, E.G; BENFATTI, S.V; BAUSELLS, J. Condições gengivais em crianças com idade entre 6 e 12 anos: aspectos clínicos e microbiológicos. Pesq Bras Odontoped Clin Integr, p. 29-35, 2007.

ZARDETTO C.G.D.C; Prevalência de cárie dentária em adolescentes residentes no município de São Paulo: indicadores de risco e gravidade. [tese]. São Paulo: Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo; 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.25190/rec.v4i2.1431

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Expressão Católica

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


ISSN: 2357-8483

Revista Associada
Indexadores
Área de Avaliação Qualis | Quadriênio 2013-2016 Classificação
Administração pública e de empresas, ciências contábeis e turismo. B5
Educação. C
Filosofia. C
Ciências Biológicas II C
Direito B5
Ensino B5
Interdisciplinar C
Letras/Linguística C
Psicologia B5
Saúde coletiva C
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.