ANÁLISE DO TRABALHO E SUA ORGANIZAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO NUMA PANIFICADORA

Emilia Maria Coelho Magalhães, Valter de Souza Pinho, Stânia Nágila Vasconcelos Carneiro, Danival Sousa Cavalcante, Elane Maria de Castro Coutinho

Resumo


Este artigo trata da organização no trabalho, bem como a principiologia dos modelos da administração desenvolvida depois da revolução industrial e avalia o quanto esses modelos de organização influenciam o trabalhador no contexto no segmento de panificação. Para tanto foi utilizada pesquisa descritiva, a qual partiu inicialmente de um estudo bibliográfico, com pesquisas em fontes textuais e em websites, depois se realizou uma pesquisa de campo numa panificadora na qual foram observadas que as formas de organização se manifestam na empresa em alguns dos modelos. Contudo, constatou-se que nenhum dos modelos é apresentado em sua plenitude, mas sim características possíveis de identificação e definição que são determinados como estratégia para melhor desenvolver as potencialidades dos funcionários e assim, aumentar a produtividade.


Palavras-chave


Organização no Trabalho. Teoria da Administração. Panificadora.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, A. R. Planejamento Estratégico: Formulação, Implementação e Controle. Blumenau, 2002.

FRAGA, A. B. Da rotina à flexibilidade: análise das características do fordismo fora da indústria. Revista Habitus, v3, 2005.

FLEURY, M. T. L.; FISCHER, R. M. Cultura e Poder nas Organizações. 2. ed. Rio de Janeiro: Atlas, 1996.

GUERRA, R. M. de A. Gestão da produção em empresas industriais de confecção de pequeno porte: um estudo multicaso. João Pesoa: UFPB ,2005. Dissertação (mestrado em engenharia de produção).

JUNG, C. F. Metodologia para a pesquisa & desenvolvimento. Rio

de Janeiro: Axcel Books. 2004.

MONTEIRO, M. S.; GOMES, J. da R. De Taylor ao modelo japonês: modificações ocorridas nos modelos de organização do trabalho e a participação no trabalho. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, dezembro, 1998.

MORE, L.F. A CIPA analizado sob a ótica da exonomia da organização do trabalho – proposta de criação da comissão de estudos do trabalho – CET. Dissertação de Mestrado em Ergonomia, PGEP, 1997.

OLIVEIRA, S. A qualidade da qualidade: uma perspectiva em saúde do trabalhador. Cad. Saúde Pública, v. 13, n. 4, out./dez.1997.

SANTOS, N. Organização Ergonômica do Trabalho. In: Anais do I Simpósio Brasileiro sobre ergonomia e segurança do trabalho florestal e agrícola. Belo Horizonte, v.1, 2000.

TAYLOR, F. W. Princípios da administração científica; tradução de Arlindo Vieira Ramos. São Paulo: Editora Atlas S. A., 1911.




DOI: http://dx.doi.org/10.25190/rec.v4i1.1462

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Expressão Católica

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


ISSN: 2357-8483

Revista Associada
Indexadores
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.