ANÁLISE DO PERFIL DAS PRESCRIÇÕES DE ANTIBIÓTICOS EM UMA FARMÁCIA COMUNITÁRIA NO MUNICÍPIO DE QUIXADÁ-CEARÁ

Francisco Cleber Silva Ferreira, Thyago Nogueira Lucena, Rivelilson Mendes de Freitas, Karla Deisy Moraes Borges, Gláucio Barros Saldanha

Resumo


Os antibióticos são considerados importantes ferramentas terapêuticas na saúde, responsáveis por proporcionar melhoria da qualidade de vida da população, mas seu elevado consumo de forma irracional acarreta muitos riscos diretos e indiretos à população, além de elevar significativamente a resistência bacteriana. A pesquisa teve como objetivo analisar o perfil das prescrições de antibióticos em uma Farmácia Comunitária no Município de Quixadá-CE. Realizou-se um estudo do tipo observacional, analítico, transversal, com abordagem quantitativa. Foram analisadas 409 prescrições de antibióticos retidas nos meses de janeiro a março de 2013. O medicamento e classe mais prescritos no presente estudo foram a amoxicilina com clavulonato de potássio e os beta-lactâmicos, respectivamente. Observou-se uma maior distribuição de antibióticos nas prescrições para sexo feminino, verificou-se legibilidade em 86% das receitas analisadas. A pesquisa evidenciou que o clínico geral representou o profissional que mais prescreveu, verificaram-se associações na mesma formulação e nas prescrições com outros fármacos. Os dados encontrados servem como base de informação e um norteador de orientação para os profissionais de saúde.


Palavras-chave


Prescrições. Farmácia. Antibiótico.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRANTES, P.M.; MAGALHÃES, S. M. S., ACÚRCIO, F. A. A qualidade da prescrição de antimicrobianos em ambulatórios públicos da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, MG. Ciênc. Saúde Coletiva. sup. 13, p.711-720, 2008.

ANDRADE, J. M. A. Perfil da utilização de antimicrobianos em crianças internadas no hospital infantil nossa senhora perpetuo socorro no município de Quixeramobim–CE. Quixadá, CE, 2012. Monografia (Bacharel em Farmácia). Faculdade Católica Rainha do Sertão.

AQUINO, D. S. Por que o uso racional de medicamentos deve ser uma prioridade?.Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v.13, p. 733-736, abr. 2008.

BERQUÓ, L. S.; BARROS, A. J. D.; LIMA, R. C.; BERTOLDI; A. D. Utilização de antimicrobianos em uma população urbana. Rev. Saúde Pública, São Paulo, v. 38, n. 2, abr. 2004.

BRASIL, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) nº 20 de 05 de maio de 2011. Dispõe sobre o controle de medicamentos à base de substâncias classificadas como antimicrobianos, de uso sob prescrição, isoladas ou em associação, 09 de maio de 2011.

BRASIL. Lei nº 9.787 de 10 de fevereiro de 1999. Altera a Lei nº 6.360, de 23 de setembro de 1976, que dispõe sobre a vigilância sanitária, estabelece o medicamento genérico, dispõe sobre a utilização de nomes genéricos em produtos farmacêuticos e dá outras providências. Diário Oficial da União, 11 de fevereiro de 1999. Seção 1. p. 1.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Formulário Terapêutico Nacional 2010. 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.

CASTELLÓ, M. A.; ALMARALES, R. C.; RODRÍGUEZ, A. A.; HERNÁNDEZ, S. D. O.; MARTÍNEZ, M. G.; CASTELLÓ, M. P. A.Infecciones respiratorias altas recurrentes: algunasconsideraciones. Rev. Cubana Med. Gen. Integr. Ciudad de La Habana, v.24, n.1, mar. 2008.

DEL FIOL, F. S.; LOPES, L. C.; TOLEDO, M. I.; BARBERATO-FILHO, S.. Perfil de prescrições e uso de antimicrobianos em infecções comunitárias. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Uberaba, v. 43, n.1, 2010.

FEITOSA, F. P. O papel do farmacêutico no controle do uso racional de antibióticos. Crato, CE, 2006, 45 f. Monografia (Especialização em Ciências Farmacêuticas). Escola de Saúde Pública do Ceará.

FIRMO W. C. A.; PAREDES A. O.; CUNHA C. L. F.; TORRES A. G.; BUCCINI D. F.; Análise das prescrições médicas de psicotrópicos de uma farmácia comercial no município de Bacabal, Maranhão. J. Manag. Prim. Health Care. v. 4, n. 1, p.10-18, 2013.

JALES, D. F. A.; Avaliação das prescrições de antimicrobianos dispensadas em um estabelecimento comercial farmacêutico. Campina Grande, PB, 2011. Monografia (Bacharel em Farmácia) Universidade Estadual da Paraíba.

MARIN, N.; LUIZA, V.L.; CASTRO, C.G.S.; SANTOS, S.M.; Assistência farmacêutica para gerentes municipais. Rio de Janeiro: OPAS/OMS; 2003.

MONREAL, M. T. D.; GOMES, L. O.; CARDOSO, T. F. M.; NUNES, C. A.; SILVA, I. L. S.; DOMINGUES, E. A. Avaliação dos indicadores de uso racional de medicamentos em prescrições de antimicrobianos em um hospital universitário do Brasil. Latin. American. Journal.of Pharmacy. v. 28, n. 3, p. 421-426, 2009.

MUCCILINO-BAISCH, A.L.; SOARES, M. C. F.; LUNKES, R.; GOULART, I. C.; SILVA, M. G. C.; Avaliação do nível de adesão ao tratamento com antimicrobianos. VITTALLE, Rio Grande, v. 21, n. 2, p. 37-51, 2009.

NAVES J.O.S.; SILVER LD. Avaliação da assistência farmacêutica na atenção primária no Distrito Federal. Rev. Saúde Pública. v. 39, p. 223-230, 2005.

NETO P. R.O.; VIEIRA J. C.; CUMAN R. K. N.; Impacto da atenção farmacêutica no uso racional de antimicrobianos em uma unidade básica de saúde no interior do Estado de São Paulo. Acta Scientiarum. Health Sciences. v. 33, n. 2, p. 159-164, 2011.

NICOLINI, P; NASCIMENTO, J. W. L.; GRECO, K. V.; MENEZES, F. G. Fatores relacionados à prescrição médica de antibióticos em farmácia pública da região Oeste da cidade de São Paulo. Ciência & Saúde Coletiva. São Paulo, v. 13, p. 689-696. abr. 2008.

RENOVATO, R. D.; BAGNATO, M. H. S. Atenção Farmacêutica: do medicamento ao ser humano. Cad. Saúde Coletiva, Rio de Janeiro. v. 15, n. 1, p. 153-162, 2007.

ROSA M.B.; NEIVA H.M.; ANACLETO T.A.; MENDES D.P.; FREITAS F.O.; LAGE J.B.; PERINI E. Legibilidade de prescrições médicas com medicamentos potencialmente perigosos em um hospital de Belo Horizonte, MG. Rev. BRAFH. v. 2, p. 22-28, 2003.

SHENKEL E.P. O nome dos medicamentos. Disponível em: . Acessado em: 18 mai. 2013.

SILVA E. R. M.; Análise do perfil das prescrições de antimicrobianos na clínica médica de um hospital público do Pará. Ver. Bras. Farm. Hosp. Serv. Saúde. São Paulo, v.3, n.2, p.15-19, abr./jun. 2012.

WEBER. B. R.; SCHERER, V. C.; OLIVEIRA, K. R.; COLET, C. F. Análise de dos medicamentos e interações potenciais em prescrições contendo antimicrobianos dispensados em uma farmácia comunitária de Ijuí/RS. Revista de epidemiologia e controle de infecção. Santa Cruz, v. 2, n. 4, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.25190/rec.v4i1.1463

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Expressão Católica

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


ISSN: 2357-8483

Revista Associada
Indexadores
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.