A PERSPECTIVA DOS PROFESSORES ACERCA DOS DESAFIOS INERENTES À CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL DOS DOCENTES DA REDE DE ENSINO DA CIDADE DE BOA VISTA-RR

Luana Cristina dos Santos Camargo, Stânia Nágila Vasconcelos Carneiro

Resumo


O estudo apresentado neste trabalho traz reflexões sobre os desafios inerentes ao processo de construção de identidade profissional do professor, reconhecendo a importância deste profissional numa visão ampla na sociedade. Desta forma objetivou descrever os desafios inerentes à construção da identidade dos professores da rede de ensino estadual de Boa Vista-RR, causadas por fatores externos e internos, compreendendo de que forma interferem diretamente na prática docente, no período de 2015 a 2016. O estudo priorizou a pesquisa bibliográfica, de campo e descritiva. A coleta de dados ocorreu através da observação não-participantes utilizando a técnica de grupos focais com a participação de 36 professores. Concluiu-se que os desafios inerentes a construção da identidade do professor não ocorre somente pelo campo individual, mas perpassa por todas as relações que o circunda no decorrer da sua história, na relação com o outro, com a escola, com o sistema educacional e com o poder público.


THE PERSPECTIVE OF TEACHERS ABOUT THE CHALLENGES INHERENT TO THE CONSTRUCTION OF THE PROFESSIONAL IDENTITY OF THE TEACHERS OF THE TEACHING NETWORK OF THE CITY OF BOA VISTA-RR

ABSTRACT

The study presented in this paper reflects on the challenges of professional identity construction process of the teacher, recognizing the importance of this professional a broad view in society. In this way, the objective was to describe the challenges inherent to the construction of the identity of the teachers of the state education network of Boa Vista-RR, caused by external and internal factors, including how they directly interfere in teaching practice, from 2015 to 2016. The study prioritized bibliographical field and descriptive research. Data were collected through non-participant observation using the focus group technique with the participation of 36 teachers. It was concluded that the challenges inherent in the construction of the teacher's identity do not only occur through the individual field, but it runs through all the relationships that surround it in the course of its history, in the relationship with the other, with the school, with the educational system and with the government.

Palavras-chave


Professor. Desafios. Construção Identidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ALARCÃO, I. Para uma conceptualização dos fenômenos de insucesso/sucesso escolares no ensino superior. In: TAVARES, J.; SANTIAGO, R. A. (Orgs.). Ensino superior (in)sucesso acadêmico. Porto: Porto Editora, 2000.

BERGER, P.; LUCKMANN, T. A construção social da realidade. 6. ed. Petrópolis:

Vozes, 1985.

CODO, W. (Coord.). Educação: carinho e trabalho: burnout, a síndrome da desistência do educador, que pode levar à falência da educação. Petrópolis, RJ: Vozes/Brasília: Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação: Universidade de Brasília. Laboratório de Psicologia do Trabalho. 2002.

DUBAR, C. La socialisation. Construction dês identités sociales e professionnelles. Paris: Armand Colin, 2001.

GONDIM, S. M. G. Grupos focais como técnicas de investigação qualitativa: desafios metodológicos. In: Fórum de comparação, sugere que é possível conciliar o grupo Investigação qualitativa. 2, 2002, Juiz de Fora – Minas Gerais. Anais... Juiz de Fora: Faculdade de Educação. CD.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: forma-se para a mudança e a incerteza. 9. ed. v. 14. São Paulo: Cortez, 2011.

JAPIASSU, H; MARCONDES, D. Dicionário básico de filosofia. 5. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

LASKY, S. A sociocultural approach to understanding teacher identity, agency and professional vulnerability in a context of secondary school reform. Teaching and Teacher Education, 2005.

LIBÂNEO, J. C. Adeus professor, adeus professora? Novas exigências educacionais e profissão docente. São Paulo: Cortez. 2002.

MARTINS, L. M. Análise sócio-histórica do processo de personalização de professores. 2001.Tese (Doutorado Programa de Pós-graduação em Educação) –Faculdade de Filosofia e Ciências, UNESP. Marília, 2001.

MORAIS, R. de. O que é ensinar. São Paulo: E.P.U. 1986.

NÓVOA, A. Vidas de Professores. Porto: Porto Editora. 2000.

SAMPIERE, R. H. Metodologia de Pesquisa. 3. ed. São Paulo: McGraw-Hill, 2006.

SOUSA, V. L. A trajetória de docentes no novo mundo de trabalho: resgatando algumas identidades. 2003. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2003.

VASCONCELLOS, C. dos S. Para onde vai o professor? Resgate do professor como Sujeito de Transformação. 10. ed. São Paulo: Libertad, 2003.

RIOS, T. A. Compreender e ensinar: por uma docência da melhor qualidade. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.25190/rec.v7i2.2160

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Expressão Católica

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


ISSN: 2357-8483

Revista Associada
Indexadores
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.